Traumatologia e Ortopedia
Discussão de casos, questões e dúvidas em tratamentos, com dicas de prova para o TEOT.

 

 
Search

 Fraturas do tálus 
Fraturas do tálus
luxações e lesões osteocondrais ...

O talus e revestido por cartilagem articular em 60% da superfície. Os vasos nutrientes penetram pelas áreas não articulares, pelo seio do tarso.
As fraturas do talus incluem as fraturas do colo (mais comum), cabeca, corpo, lateral e posterior.

ANATOMIA:
A irrigação provem da artéria do canal do tarso (responsável por 50%, ramo de tibial posterior), artéria do seio do tarso (ramo da dorsal do pe + artéria peroneira) vasos superiores do colo, vasos do tubérculo posterior e vasos do ligamento deltóide.

Diagnóstico: RX (AP+P); TC se fratura complexa ou múltiplas fraturas, porém a necessidade de redução cirúrgica imediata pode excluir sua utilização.

Classificação (fratura do colo): Hawkins
1)vertical sem desvio (até 13% necrose)
2)desviada (com luxacao subtalar = até 50% necrose)
3)desviada com luxação ou subluxação do corpo (subtalar e tibiotársica = até 80% necrose a até 50% artrose)
4)luxação do corpo e da cabeça (subtalar e talonavicular). Introduzido por Canale e Kelly.

Tratamento: redução anatômica e manutenção da redução até a consolidação.
Tipo1: imobilização sem carga, c/ baixo risco de necrose.
Tipos 2 e 3: redução aberta e fixação (1-via medial: ant-post, 2-via medial e lateral : ant-post, 3-via post: post-ant). Pós operatório sem carga até consolidação.
* Sinal de Hawkins (6 semanas - bom prognostico) = ocorre na ausência de necrose (aumento da radioluscência na cúpula do tálus) atribuído à hipervascularização.
* Suspeita de necrose: PTB sem carga. Até 2/3 dos casos de necrose tem boa evolução clínica.

Complicações:
1) necrose (ausência de suprimento sanguíneo do tálus / talus com esclerose): suspeitada na ausência do sinal de Hawkins, após 6 a 8 semanas. RNM pode avaliar a necrose após 3 semanas. O paciente deve ficar sem carga até completa revascularização do tálus que pode durar de meses a anos.
2) artrose: tanto nos casos de necrose, como naqueles com lesão da cartilagem durante o acidente. Se sintomática: órtese inicialmente e cirúrgico na falha deste (artodese de Blair, artrodese tibiocalcaneana, artrodese pantalar).
3) consolidação viciosa: angulação dorsal limita dorsiflexão, varo (mais comum: sobrecarga lateral + dor na marcha).
4) pseudoartrose e retardo de consolidação são raros.



LESOES CONDRAIS DO TALUS


A maioria e mal diagnosticada no inicio, tratadas como entorse de tornozelo, sendo reconhecidas tardiamente.

Etiologia:
traumática : inversao do tornozelo
problemas isquemicos na região subcondral (fratura patológica)

Clinica: sintomas crônicos de dor, rigidez, edema, bloqueio.

Diagnostico:
RX (AP + P) 70% a 100% de diagnostico
Cintilografia nos casos com RX normal
RNM método não invasivo mais útil (demonstra estabilidade do fragmento e as condições da cartilagem)

Classificacao: Berndt e Harty
I) achatamento, sem fragmento visível
II) fragmento inserido
III) fragmento desinserido sem desvio
IV) fragmento desviado

Tratamento: baseado nos sintomas e no estagio da lesão.

Assintomático
tipos I,II e III: não necessitam de tratamento
tipoIV: RAFI

Sintomático
tipo I: redução da atividade
tipo II: imobilização gessada por 6 semanas (90% de sucesso)
tipo III (controvertido): lesao medial evolui melhor que a lateral. Por isso, lesão medial: tratamento conservador (1/3 necessitara de cirurgia). Lesão lateral tem indicação cirúrgica imediata (artroscopica ou céu aberto: menor agressão as partes moles e evita osteotomia maleolar na artroscopia, porem resultados a longo prazo são similares). Se a cartilagem esta intacta, perfurações com uma broca são suficientes.
tipo IV: RAFI com parafuso de Herbert ou parafuso de esponjosa sepultado. Quando o fragmento e pequeno para ser fixado: excisão e perfuração do leito para estimular formação de fibrocartilagem.

Prognostico: dado pela condição da cartilagem articular

Complicações: artrose (75% dos casos)

Para baixar os arquivos de aulas e vídeos e ver as imagens explicativas, acesse os adicionais, clicando aqui.
Author: Clone
Date: 24/2/2020, 09:33
Tipo do Texto: Trauma
Category: Pé e tornozelo
Veja os adicionais: 2 - Escreva um comentário
Views: 12315

Jump to:   


 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

Search: