Traumatologia e Ortopedia
Discussão de casos, questões e dúvidas em tratamentos, com dicas de prova para o TEOT.

 
[KB] Osteomielite


Users browsing this topic: 0 Registered, 0 Hidden and 0 Guests
Registered Users: None


View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic
Message
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

[KB] Osteomielite
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 20/11/2012, 08:06 Rate Post

Category: Fixador externo e reconstrução (10)
Article Type: Infanto-juvenil

Article Name: Osteomielite
Author: rogério
Description: aguda, subaguda, crônica, variantes

Read Full Article
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
Dublê


Dublê is offline

Re: [KB] Osteomielite
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 3/4/2014, 09:55 Rate Post

Infecções do aparelho locomotor
Conceitos gerais:

• Osteomielite - infecção por qualquer agente infeccioso e de sua medular
• Osteíte – infecção da cortical óssea isolada
• Infecção de partes moles - pele,subcutâneo,músculos,fáscia,tendões,ligamentos e bolsa sinovial
• Pioartrite (artrite séptica) – processo da articulação propriamente dita e de sua sinovial

=> Vias de contaminação
Hematogênica – pela circulação
Por contiguidade – vizinhança
Implantação direta – ferimentos perfurantes / punções
Infecção pós-operatória

=> Critérios de Morey:
T< 38,3 oC
Dor articular que piora com movimento
Inchaço da articulação
Sintomas sistêmicos
Ausência de outros processos patológicos
Resposta satisfatória aos antibióticos

=> Postulados de Koch:
O organismo deve ser identificado no local da doença
O organismo não deve ser encontrado em outras doenças
O organismo deve ser capaz de produzir a doença em outros animais
O organismo deve ser identificado na doença que ele produziu





Resumo para prova oral

Def: Dor insidiosa, sem sinais sistêmicos e com lesão radiográfica.
Cl: semanas ou meses com dor e edema.
Lab: Ausência ou leve leucocitose/ VHS pouco alto/ Hemoculturas neg/ Culturas de foco pos.
Rx: variáveis. Classificação de Roberts

Metáfise:
instalação; vascularização abundante e capilares terminais (região justaepifisária);
Reação inflamatória (aporte leucocitário), dura até 48h
Osteomielite Hematogênica aguda: contaminação hemática, com foco séptico prévio à distância. A mais comum em crianças e adolescentes
Osteomielite crônica: Manutenção de um foco agudo, com fragmento ósseo necrosado, desvitalizado (seqüestro ósseo → manutenção da infecção)
Abscesso ósseo: Abscesso de Brodie; circunscrita, localizada, lenta; evolução atípica na fase aguda (dx difícil); inativo ou “frio” por muito tempo
Transição de osteomielite Aguda para Crônica:
Se a infecção durar mais alguns dias/semanas, ocorre invasão de partes moles e fístula;
O descolamento do periósteo aumentará isquemia e seqüestração óssea (aproximadamente 10 dias);
Disseminação do pus: Contigüidade intra-óssea ou subperiosteal;Dificilmente para cavidade articular através da placa epifisária (barreira)>18 meses
Excessão: articulações coxofemoral, glenoumeral e tibiotársica, em que a metáfise é intra-articular
Qualquer bactéria; Mais comum: Estafilococos aureus (85%);Ou tros: estreptococos (grupo B), salmonela, colibacilos, haemófilos pneumococos, gonococos, pseudomonas…
Clínico:
Dor (↑ da pressão intra-óssea e reação inflamatória): a primeira manifestação; intensa; acentuação gradativa; pouca resposta a analgésicos; Edema: progressivo; inicia na metáfise (diferenciar de derrame);Hiperemia;Febre: alta (> 38,5oC), não baixa facilmente com antitérmicos; eleva com a septicemia;Impotência funcional: decorrente da dor que piora com movimentos articulares e ao edema periarticular; exsudato invade partes moles;Comprometimento do estado geral: astenia, apatia, prostração;Toxemia (cuidar complicações!);

Tto: Se não agressiva é possível só ATB/ Se agressiva , biósia e curetagem + ATB

Internação com urgência + todos exames complementares(PCR MELHOR- e, RN exames de lab são inespecíficos);Hidratação + cuidados clínicos gerais;Drenagem em centro cirúrgico com anestesia;Não administrar ATB antes de colher material (por aspiração ou drenagem cirúrgica);Analgésicos + AINE;Dieta hiperprotéica
Last edited by marcio on 5/9/2015, 11:10; edited 1 time in total
Last edited by Dublê on 17/4/2014, 07:43; edited 4 times in total
Back to top
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

Re: [KB] Osteomielite
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 5/9/2015, 11:30 Rate Post

 !  Para baixar todos os arquivos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.


< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >





- OBS: 18% dos doentes com osteomielite por H. influenzae  meningite concomitante.
- Dar ATB que atinge LCR






- Critérios para osteomielite: 2 de:
- Secreção purulenta aspirada do osso
- Cultura óssea ou hemocultura positiva - Sintomas clássicos
- Sinais radiográficos

- Critérios para pioartrite: 5 de 6
- Dor articular com piora à mobilização
- Ausência de outros processos patológicos - Derrame articular
- Sintomas sistêmicos - Temperatura > 38,3ºC
- Resposta (+) a antibiótico

- Osteomielite e pioartrite podem ocorrer simultaneamente

- < 18 meses: há vasos para a condroepífise que predispõe a osteomielite e artrite séptica
- Nas mais velhas: pode ocorrer nas metáfises intra-articulares
- Fêmur proximal, úmero proximal, tíbia distal lateral e rádio proximal
- Infecção metafisária: local mais comum para OMA
- Curvas agudas nos vasos que chegam a áreas com lagos venosos

- Diagnóstico
- Secreção purulenta raramente é encontrada na osteomielite com < 3 dias de sintomas
- Na punção da pioartrite, pus já é encontrado dentro de 24 horas
- Avaliar história de doenças precedentes ao quadro articular
- Rash e outros sinais são importantes no diferencial com doenças reumatológicas

- Laboratorial
- Leucograma não é sensível e nem específico (↑ de leucócitos com desvio a esquerda)
- Proteínas de fase aguda: útil

- VHS: Não aumenta com trauma
- Não é confiável se: período neonatal, de anemia, falciforme ou uso de corticoesteróides
- Eleva-se em 48-72 do inicio a infecção
- Retorna ao normal no período de 2-4 semanas do final da infecção
- Continua a subir por 3-5 dias do inicio do antibiótico adequado
- Se aumentar após o 5º dia: falha em eliminar a infecção

- PCR: Aumenta com trauma
- Aumenta com 6 horas do início do estímulo - Pico em 36-50 horas
- Meia vida curta (47) horas com queda rápida após terapia bem sucedida
- Hemocultura: indispensável: 30-50% demonstram o organismo

- Punção:
- Biópsia de osso
- Punção articular:
- Além do gram e culturas, somente a contagem de leucócitos e diferenciais são importantes
- Gram: identifica os organismos em 1/3 dos casos
Last edited by marcio on 5/9/2015, 11:33; edited 1 time in total
Back to top Personal Gallery of marcio
Display posts from previous:   
   Board Index
   -> Estudo, temas
View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic

Page 1 of 1  [ 3 Posts ]
 


Jump to:   

 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

Search: