Traumatologia e Ortopedia
Discussão de casos, questões e dúvidas em tratamentos, com dicas de prova para o TEOT.

 
[KB] Metástases ósseas


Users browsing this topic: 0 Registered, 0 Hidden and 0 Guests
Registered Users: None


View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic
Message
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

[KB] Metástases ósseas
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 8/12/2011, 14:40 Rate Post

Category: Tumor (5)
Article Type: Adulto

Article Name: Metástases ósseas
Author: Dublê
Description: Principais tumores

Read Full Article
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
Dublê


Dublê is offline

(No subject)
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 8/12/2011, 14:42 Rate Post

Metástases de origem desconhecida:


Acima de 40 anos com lesão óssea dolorosa -> mieloma múltiplo ou carcinoma metastático são os diagnósticos mais prováveis mesmo se o paciente não tiver histórico conhecido de carcinoma.

Câncer de próstata e câncer de mama são as duas origens primárias mais comuns de metástases ósseas.

Entretanto, se o paciente não tiver tumor primário conhecido, as origens mais prováveis são câncer de pulmão e carcinoma de células renais.

Critérios para a fixação profilática:

-> de Harringtom para fêmur:

Lesões > 2,5 cm diâmetro
Destruição da cortical > 50%
Dor a despeito da radioterapia
Avulsão do pequeno trocânter

-> de Mirels: http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?full=&pic_id=38

até 7: 4% de risco de fratura > não operar
8: 15% de risco de fratura > avaliar caso a caso
9: 33% de risco de fratura > indicação de fixação profilática
10: 100% de fratura


Raro metástases abaixo do joelho e cotovelo (acrometástase). Exceção é o tumor marrom do hiperparatireoidismo que tem de radiografar a mão, por ser sítio comum.




Resumo para prova oral

Neoplasia + freqüente do esqueleto, + de 80% (pulmão, rim, mama e próstata),
Dor local de intensidade progressiva, Fratura patológica como primeiro sinal em 15% dos casos.
Coluna vertebral é a localização + freqüente (toracolombar)
Crânio, pelve e terço proximal dos ossos longos
raramente abaixo do joelhos e cotovelos. (qunado presente pensar em MTX pulmonar)
Líticas: rim, tireóide, pulmão e TGI
Blásticas: próstata (97%), mama, bexiga e estômago
Screening (85% encontra o sitio primário): Historia + EF + EX Laboratorial (HMG; VHS; eletrólitos; enzimas hepáticas; fosfatase alcalina; eletroforese de proteínas; PSA) + RX Torax + CT abd/torax/pelve
TRATAMENTO: Qualidade de vida / Alívio da dor / Melhora da função
RxT: Alívio da dor em 80 - 90% / Ação direta na lesão / Lesões irressecáveis
MIRELS: LOCAL/DOR/TIPO LESAO/TAMANHO
Cirurgia: Diminuir a massa TU no pré-o pse possível / Objetivo = carga precoce sem dor
Colo femoral: Hemiartroplastia ou atroplastia total quadril Cimentada
Hastes Intramedulares + Cimento
Placas + Cimento-> última opção
Last edited by marcio on 12/5/2014, 19:35; edited 6 times in total
Last edited by Dublê on 17/4/2014, 10:56; edited 2 times in total
Back to top
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

Re: [KB] Metástases ósseas
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 19/4/2014, 11:09 Rate Post

Fratura patológica

FRATURA PATOLÓGICA (Campbell)

Foram definidas indicações para fixação profilática de fraturas patológicas iminentes. Os parâmetros que foram sugeridos incluem dor que não respondeu ao tratamento com radioterapia, uma lesão maior que 2,5 cm, uma lesão que destruiu mais que 50% da cortical, e uma fratura avulsão do trocanter menor. Mirels elaborou um sistema de pontuação que avalia o risco de fratura patológica baseando-se no local, no tamanho e na natureza lítica ou blástica da lesão. De acordo com esse sistema, fixação interna profilática deve ser considerada para qualquer paciente com pontuação de oito ou acima.


FRATURA PATOLÓGICA DO FÊMUR (TRANSTROCANTÉRICA)
O fêmur proximal encontra-se envolvido em mais de 50% das fraturas patológicas dos ossos longos. A distribuição das metástases, entre o colo e as áreas inter e subtrocantéricas, parece ser uniforme.
A abordagem cirúrgica maximiza a recuperação funcional, alivia as dores, facilita os cuidados de enfermagem, reduz a duração e o custo da hospitalização e eleva a moral. As contra-indicações são poucas e incluem (a) condições clínicas inadequadas para o procedimento cirúrgico; (b) déficit mental ou alterações da consciência que tornem desnecessárias a adoção de medidas locais para evitar dores; e (c) a expectativa de vida excepcionalmente limitada (< 1 mês).
Tratando-se de fraturas intertrocantéricas patológicas, as abordagens cirúrgicas básicas incluem: fixação composta, consistindo de um parafusa deslizante de quadril complementado por metilmetacrilato, para preencher o espaço deixado pela retirada do tumor macroscópico; colocação de uma haste intramedular travada; e substituição do fêmur proximal.
A fixação composta é o tratamento de escolha. O conjunto proporciona grande rigidez e tem a vantagem de não comprometer a inserção natural dos abdutores do quadril.
As hastes podem ser usadas para estabilizar fraturas peritrocantéricas patológicas, mas sua utilização deve ser restrita às lesões que forem pequenas e apresentarem razoável integridade cortical, bem como radiossensibilidade evidente ou pelo menos presumível. Um dos problemas relacionado ao uso destes dispositivos é que o avanço do tumor pode levar a instabilidade (e à dor) óssea, mais rapidamente que a fixação composta ou a substituição protética.
A substituição protética pode ser utilizada quando a lesão for extensa demais para a fixação composta. A principal desvantagem é a obrigatoriedade da reinserção dos abdutores do quadril. Não obstante, a substituição do fêmur proximal por uma prótese de haste longa apresenta a vantagem da fixação profilática das lesões femorais mais distais.




 !  Para baixar os arquivos de resumos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.


< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >
Last edited by marcio on 12/5/2014, 19:31; edited 7 times in total
Back to top Personal Gallery of marcio
Display posts from previous:   
   Board Index
   -> Estudo, temas
View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic

Page 1 of 1  [ 3 Posts ]
 


Jump to:   

 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

Search: