Traumatologia e Ortopedia
Discussão de casos, questões e dúvidas em tratamentos, com dicas de prova para o TEOT.

 
[KB] Pé diabético


Users browsing this topic: 0 Registered, 0 Hidden and 0 Guests
Registered Users: None


View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic
Message
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

[KB] Pé diabético
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 30/1/2014, 18:25 Rate Post

Categoria: Pé e tornozelo (8)
Article Type: Deformidades adquiridas

Article Name: Pé diabético
Autor: silva
Description: Artropatia de Charcot

Read Full Article
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
silva


silva is offline

Re: [KB] Pé diabético
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 30/1/2014, 18:28 Rate Post

Neuro Artropatia de Charcot

- Causa: Não há explicação para o acometimento de apenas alguns pés diabéticos e outros não. Perda do controle autonômico vascular. Fluxo sangüíneo basal no pé é 5 vezes maior em pacientes com neuropatia. Tal fluxo leva a osteopenia e combinado com perda somatossensitiva, com perda de dor e propriocepção, microlesões repetitivas são geradas: Perda da integridade estrutural; Deformidade de colapso
- Até com traumas menores, as alterações neuropáticas podem aparecer. A marca registrada em pacientes com Charcot inicial seguido do trauma é o calor local e edema, usualmente fora de proporção com a lesão. Por vezes uma deformidade no tarso precoce pode ocorrer antes do paciente chegar ao ortopedista. Uma cintilografia com Tc-99 é positivo antes das radiografias de rotina anormalizarem-se. ENMG pode mostrar tempos prolongados de condução, especialmente no sural, bem como fibrilações musculares com diminuição do potencial de ação das unidades musculares. Tratamento com CARGA ZERO e gesso até todos os sinais inflamatórios se resolverem (pode levar meses), pode prevenir deformidade significante.
- Classificação de Eichenholtz: Estágio 0 – Edema unilateral, eritema e calor local, sem lesão de pele, Rx sem alteração. Estágio 1 – Edema unilateral, eritema, calor local, Rx com destruição óssea, luxação articular ou subluxação. Estágio 2 – Edema diminuído, eritema e calor presentes, Rx com fragmentos de fratura e absorção de debris ósseos. Estágio 3 – Sem edema ou mínimo, eritema, calor local leves, Rx com consolidação ou remodelação de fragmentos de fratura
- Tratamento: Estágio 0, 1 e 2 – Prevenção e retirada de carga por vários meses seguida de brace. Estágio 3 – Brace e cirurgias de salvamento.




 !  Para baixar todos os arquivos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.


< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >
Last edited by marcio on 1/8/2015, 19:09; edited 1 time in total
Last edited by silva on 31/1/2014, 20:15; edited 1 time in total
Back to top
Display posts from previous:   
   Board Index
   -> Estudo, temas
View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic

Page 1 of 1  [ 2 Posts ]
 


Jump to:   

Similar Topics
Topic Forum Author Replies
No new posts [ Poll ] TARO 006 (2002) - pé diabético Princípios silva 0

 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

Search: