Traumatologia e Ortopedia
Discussão de casos, questões e dúvidas em tratamentos, com dicas de prova para o TEOT.

 
[KB] Artrite séptica


Users browsing this topic: 0 Registered, 0 Hidden and 0 Guests
Registered Users: None


View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic
Message
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

[KB] Artrite séptica
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 30/3/2014, 19:50 Rate Post

Categoria: Área básica (1)
Article Type: Infanto-juvenil

Article Name: Artrite séptica
Autor: Dublê
Description: Pioartrite

Read Full Article
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
Dublê


Dublê is offline

Re: [KB] Artrite séptica
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 30/3/2014, 19:52 Rate Post

Artrite gonocócica (Neisseria gonorrhoeae)
Transmissão sexual ou vertical
Canal de parto em conjuntivite e abscessos em couro cabeludo
Pode ter diversas apresentações
Adolescentes
Disseminação pelo TGU - infecção do TGU pode ser assintomática
A forma disseminada está associada a gestação e menstruação (↓ atividade progesterogênica)
Apresentação clássica:
Lesão inicial: mácula eritematosa que pode desaparecer ou desenvolver-se como vesícula pequena, seguida de centro necrótico que forma uma pústula
Tenossinovite: geralmente superfície dorsal do punho e mão
Poliartralgia migratória (80% dos casos): joelho é o mais afetado
Febre alta e calafrios em ¾
Tratamento: penicilina ou ceftriaxone
Se pioartrite: drenagem cirúrgica, principalmente se acometer o quadril



Resumo para prova oral

Sinovite transitória do quadril

Epi : Causa mais comum de dor no quadril infantil. Idade média 6a(3-8). D = E
Causa : Desconhecida ( IVAS, alergia)
Cl : Início agudo de dor monoarticular, claudicação e restrição de ADM sem doença sistêmica. Contratura em flexão. Acometimento bilateral nunca relatado. Febre < 38graus.
Diag : Não existe teste diagnóstico confirmatório
Histo : Inflamação sinovial não infecciosa Rx: Nl
Lab: nl/ Dd: Perthes/ EFP/ Infecção/ Tumor/ FR/ ARJ
Us : Dd / avaliar derrame Cintilo : somente dd
HN: Duração média 10 dias. Resolução completa
Tto: Repouso e restrição de carga até dor e adm ok
Tração não necessária./ AINES sim/


Back to top
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

Re: [KB] Artrite séptica
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 5/9/2015, 12:05 Rate Post

 !  Para baixar todos os arquivos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.


< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >





Classificação de Choi (sequela do quadril)
Tipo I:
IA: sem deformidades
IB: coxa magna
Tipo II:
IIA: deformidade da cabeça + coxa brevis
IIB: coxa vara ou valga
Tipo III:
IIIA: epifisiolise + varo ou valgo
IIIB: pseudoartrose do colo
Tipo IV:
IVA: destruição cabeça/colo c/ fragmento medial
IVB: destruição cabeça/colo c/ luxação do fêmur
Last edited by marcio on 6/9/2015, 06:59; edited 1 time in total
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
rogerio


rogerio is offline

Re: [KB] Artrite séptica
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 6/9/2015, 07:16 Rate Post

Tenossinovite infecciosa da mão

- Infecção na bainha tendínea dos tendões flexores
- Resultado da disseminação de infecções da polpa digital ou ferimento das pregas flexoras

- Sinais cardinais de Kanavel para tenossinovite supurativa
- Dolorimento sobre a bainha envolvida
- Posição rígida do dedo em flexão - Dor à tentativa de hiperextensão dos dedos
- Edema da parte envolvida

- Tratamento
- Precoce (<48 horas): tratamento com antibiótico

- Drenagem cirúrgica: pressão do compartimento pode elevar
- Tendões sofrem isquemia

- Técnicas
- Aberta: cicatrização e reabilitação prolongadas
- Pode não recuperar ADM completa
- Fechada: mais usada


Miosite

- Infecção muscular espontânea

- Diagnóstico diferencial: neoplasia, osteomielite, hematoma, contusão de musculatura profunda
- VHS quase sempre ↑ - hemocultura ocasionalmente (+)
- USG e TC: localizam a doença e auxiliam na coleta de material para cultura
- RNM: dá informações das partes moles regionais e é a melhor para avaliação

- Fase inicial: instalação insidiosa de dor ± febre baixa
- Sintomas aumentam progressivamente
- Tratamento bem sucedido com antibióticos

- Fase tardia: flutuação com sintomas sistêmicos mais graves
- Pode necessitar de drenagem


Abscesso de psoas

- Primário ou secudário a apendicite ou doença inflamatória intestinal

- Diferencial com pioartrite de quadril é difícil

- Sinal do psoas: útil para diferenciar de pioartrite
- Rotação interna e externa com quadril em flexão e extensão
- Melhora da dor com flexão: sinal do psoas (+)


Sífilis

- Formas: adquirida ou congênita
- Disseminação: hematogênica

- Óssea congênita: não acomete articulação
- Ocorre na metáfise e diáfise: tíbia, fêmur, úmero e ossos do crânio
- Nascimento: estígma pode estar presente ou desenvolver em 1 ou 2 mees

- Quadro clínico
- Envolvimento simétrico
- Espiroqueta pode ser isolada
- Necrose e pús - Metafisite sifilítica
- Fratura patológica
- Aspecto serrilhado justa epifisário
- Tecido ósseo normal substituído por tecido de granulação
- Alargamento fisário
- Erosão e infarto na zona de calcificação provisória
- Linha densa ou radioluscente

- Disseminação da infecção óssea
- Através do canal medular
- do córtex ao periósteo: reação periostal em toda a diáfise

- Adolescente: osteoperiostose sifilítica
- Edema denso e circunscrito sobre o lado convexo do osso
- Na tíbia: aposição de osso subperiostal  tibia em sabre
- Periostite e osteoperiostite: forma aguda do estágio tardio da sífilis
- Diferença com osteomielite piogênica: ausência de dor
- Tratamento: penicilina

- Doença articular

- Osteocondrite sifilítica de Parrot: primeiros 3 meses de vida
- Forma de epifisite que acomete mais frequentemente os membros superiores
- Ombros, punho e joelhos
- Edema e dor na região justa epifisária
- Pode ocorrer separação epifisária completa  pseudoparalisia de Parrot
- RX: espessamento periostal, alargamento fisário, metáfise em taça
- Reação de Wassermann: fortemente (+) no aspirado articular
- Tratamento: doses adequadas de penicilina
- Prognóstico: pode evoluir com deformidade angular ou de comprimento

- Articulação de Clutton: manifestação tardia, 6-16 anos
- Insidiosa com hidrartrose simétrica dos joelhos
- Sem febre - Ocasionalmente cotovelos
- Manutenção da deambulação
- Artrocentese: leucocitose 10.000-45.000 com predomínio linfocítico
- Prognóstico: evolução com recuperação em alguns anos sem dano articular permanente
- Não responde a antibioticoterapia


Infecção pélvica e de sacroilíacas

- sintomas variáveis

- exame físico
- dor à compressão da sacrilíaca (teste de Gaenslen) - FABER (flexão, abdução e rotação externa)

- diagnóstico diferencial
- pioartrite do quadril
- dor é maior à rotação interna na pioartrite e à rotação externa na sacroiliíte
- apendicite

- RX: sem alterações nas 1as 2 semanas
- Sinal mais precoce: desaparecimento das margens subcondrais e erosão  achado tardio

- Cintilografia, TC e RNM são mais úteis

- Tratamento: geralmente podem ser tratadas sem cirurgia
_________________
www.traumatologiaeortopedia.com.br
Back to top
Display posts from previous:   
   Board Index
   -> Estudo, temas
View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic

Page 1 of 1  [ 4 Posts ]
 


Jump to:   

Similar Topics
Topic Forum Author Replies
No new posts Sequela de artrite séptica discussão marcio 0
No new posts [KB] Artrite Reumatóide temas marcio 1
No new posts [KB] Artrite juvenil idiopática temas marcio 0
No new posts [ Poll ] Taro 033 (2002) - artrite soronegativ... ortopedia Clone 0
No new posts [ Poll ] camar 36 (2011) - artrite ortopedia Dublê 0

 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

Search: