Traumatologia e Ortopedia
Discussão de casos, questões e dúvidas em tratamentos, com dicas de prova para o TEOT.

 
[KB] Contração muscular


Users browsing this topic: 0 Registered, 0 Hidden and 0 Guests
Registered Users: None


View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic
Message
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

[KB] Contração muscular
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 17/6/2014, 14:16 Rate Post

Categoria: Área básica (1)
Tipo do Texto: Conceito básico

Nome do Texto: Contração muscular
Author: márcio
Detalhamento: fisiologia

Leia o Texto Completo
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
marcio
Administrador
Administrador

marcio is offline

Re: [KB] Contração muscular
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 17/6/2014, 14:20 Rate Post

 !  Para baixar todos os arquivos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.

  • Apresentações: histologia e fisiologia da contração muscular.ppt
  • Imagens explicativas: miofibrilas
  • Vídeos e artigos

< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >




TIPOS DE FORÇA

OS TIPOS DE FORÇA

"O EQUILÍBRIO"

.Equilibrar corretamente o tipo de exercicio, de modo a obter o melhor rendimento do conjunto de treinos, pode ser por vezes uma tarefa dificil.

Temos entao para isso, que considerar tres tipos basicos de forca:

.Forca isometrica

.Forca isotonica

.Forca isocinetica

Estes tres tipos, devem inevitavelmente ser o principio de qq treino.

DEFINIÇÕES:

"FORÇA ISOMÉTRICA" ==================

Uma contracao isometrica/estatica e' aquela, onde permanece sobre o musculo, uma medida de tensao constante. Numa accao isometrica o musculo nao se contrai, e isto sem recorrer a qualquer tipo de equipamento especial. Por exemplo, toda a accao de empurar um objecto fixo, como uma parede ou porta, desenvolve forca isometrica. Ou ainda, e a mero titulo de exemplo, a accao dos musculos estabilizadores durante praticamente todos os movimentos (como a accao necessaria dos musculos durante um agachamento pesado, que mantem o corpo estavel), e' do tipo isometrica. Os exercicios isometricos, podem tornar-se uteis, quando se trata de desenvolver uma parte do corpo, mais debilitada. De facto exercer uma grande tensao sobre um especifico grupo muscular, pode fortalecer o mesmo. No entanto, este processo e' moroso, e para se obter algum acrescimo de forca, e' necessario trabalhar o musculo a 60%-70% do seu maximo, durante pelo menos 6 segundos.

"FORÇA ISOTÔNICA" =================

Este e' o tipo de forca e treino, mais comum. Implica movimentos de contracoes dinamicas (concentricas e excentricas), onde o musculo e' tonificado e salientado. Um exemplo deste tipo de exercicio, e' o "curl" de bicipetes, onde o levantar do peso, implica uma contracao concentrica directa, enquanto que o movimento oposto, desenvolve uma contracao excentrica. Este tipo de exercicio, desenvolve a forca de todo o musculo. Deve-se ainda salientar, que as contracoes excentricas, tendem a sobrecarregar significativamente os tendoes musculares e articulcacoes, ha' por isso que ter especial cuidado com as mesmas.

"FORÇA ISOCINÉTICA" ===================

O exercicio isocinetico favorece a resistencia muscular, e e' efectuado atraves de equipamentos que possam oferecer diversos graus de resistencia. Neste tipo de exercicio, o praticante pode ajustar a velocidade exacta do exercicio, assim como acrescer (e decrescer) a tensao do exercicio, com a finalidade, de aumentar a sua propria forca muscular. Como exemplos de exercicios isocineticos, temos a bicicleta estatica, maquinas de remo e natacao, etc. Uma das vantagens do treino isocinetico, e' o facto de nunca se alcancar o esgotamento total do musculo trabalhado, como frequentemente aconte atraves do exercicio isotonico.

Para finalizar e em jeito de orientacao. A dosagem estimada adequada, de cada tipo de exercicio, num esquema de forca e "fitness", e' de sensivelmente:

.70% Exer.isotonico

.20% Exer.isocinetico

.10% Exer.isometrico




Tipos de contração muscular

A maior e mais freqüente fonte de força gerada no corpo humano é pela contração dos músculos, sendo que estes nunca se contraem isoladamente pois isto produziria um movimento não funcional estereotipado. Por exemplo, a contração isolada do bíceps braquial produziria flexão no cotovelo, supinação no antebraço e flexão do ombro. Ao invés disso, diversos músculos em uma refinada combinação de forças contribuem para produzir a força desejada e o resultante movimento. Existem três tipos de contração muscular: isotônica, isométrica e isocinética.

5.1) As contrações isotônicas: consistem no tipo mais conhecido de contração muscular. Caracterizam-se principalmente pelo encurtamento do músculo com tensão constante ao levantar uma carga (ibdem, ). Dividem-se em dois subtipos: as contrações concêntricas e as contrações excêntricas. As contrações isotônicas concêntricas são aquelas onde as extremidades aproximadas. Já com a contração isotônica excêntrica fenômeno oposto ocorre, ou seja, a resistência ao músculo (peso) supera a força muscular e as extremidades do músculo são afastadas. Na rosca direta este tipo de contração fica caracterizado quando o peso levantado volta a sua posição inicial, fazendo com que as extremidades do bíceps braquial sejam afastadas.

5.2) As contrações isométricas: neste tipo de contração o músculo produz força sem alteração macroscópica no ângulo da articulação, ou seja, não há mudança no comprimento do músculo. A sua aplicação se dá contra uma resistência (peso) irremovível como, por exemplo, uma parede, e sua finalidade normalmente é de manutenção da postura e estabilização das articulações. Na prática sugere-se trabalhar este tipo de contração com o número de 5 a 10 repetições, com o tempo de 5 a 7 segundos por contração e freqüência de 3 a 5 vezes por semana em um trabalho com 50% da força máxima.

5.3) As contrações isocinéticas: Neste tipo de contração a força gerada pelo músculo ao encurtar-se com velocidade constante teoricamente é máxima durante toda a amplitude do movimento (Fox, 2000). O trabalho com este tipo de contração normalmente exige um equipamento especial criado para permitir uma velocidade constante de contração, não importando a carga (Bompa, 1993).
Last edited by marcio on 4/9/2015, 19:12; edited 1 time in total
_________________
Traumatologia Esportiva, Cirurgia do Joelho e Ortopedia Esportiva; Artroplastia, Artroscopia e Osteossíntese de Ossos Frágeis;
Em Brasília-DF. Marque uma consulta:
-> https://drmarciosilveira.com
Back to top Personal Gallery of marcio
Author
rogerio


rogerio is offline

Re: [KB] Contração muscular
Reply to topic Reply with quote
Go to the bottom
PostPosted: 4/9/2015, 19:17 Rate Post

Contração muscular

- músculos estriados:
- células cilíndricas e multinucleadas
- diâmetro de 10 a 100 micrômetros

- Tecido conjuntivo
- Endomísico: recobre cada fibra
- Perimísio: envolve fascículos (agrupamento de fibras)
- Epimísio: envolve todo o músculo

- Miofibrilas:

- Banda A ou anisotrópica – faixa escura
- muda de aspecto sob luz polarizada
- Zona H: zona mais clara em seu centro

- Banda I ou isotrópica : faixa clara
- aspecto não muda sob luz polarizada
- Linha Z: tranversal escura no centro da banda I
- Sarcomero: intervalo entre 2 linhas Z - (menor unidade motora na fibra)
- Partem filamentos finos da linha Z: actina
- Troponina e tropomiosina: envolvem a actina

- Miosina: formam os filamentos grossos do centro do sarcômero
- Possui regiões que formam pontes entre os filamentos grossos e finos

- Contração muscular
- Repouso: ligação de miosina à actina bloqueada por tropomiosina
- Liberação de acetilcolina pelo neurônio motor  liberação de Ca++
- Ca++ liga-se a subunidade C da troponina  deslocamento da tropomiosina e ligação miosina-actina
- ATP liga-se a miosina  complexo miosina-ATP  ligação miosina-ATP com actina
- Liberação do ATP: movimento

- Tipos de fibras musculares

- Tipos de fibra X esporte
- Corredores de curta distância: proporção alta de fibras tipo II
- Resistência: proporção alta de fibras tipo I
- unidade motora: motoneurônio e as fibras por ela inervada
- 1 neurônio motor: pode inervar de 10 a 2.000 fibras
- mesma unidade motora: todas as fibras são homogêneas
- distribuídas através do músculo e raramente estão dispostas adjacentes umas às outras

- Treinamento:
- Tríade da mulher atleta: osteoporose, amenorréia e anoreixa
- Maior risco de lesão ligamentar na fase ovulatória
_________________
www.traumatologiaeortopedia.com.br
Back to top
Display posts from previous:   
   Board Index
   -> Estudo, temas
View previous topic Tell A FriendPrintable versionDownload TopicPrivate MessagesRefresh page View next topic

Page 1 of 1  [ 3 Posts ]
 


Jump to:   

Similar Topics
Topic Forum Author Replies
No new posts Trauma na coluna, doença do motoneurô... discussão marcio 0
No new posts [KB] Distrofia muscular de Duchenne temas marcio 2
No new posts Distensão muscular informativo marcio 0

 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

Search: