Traumatologia e Ortopedia

[KB] Imagenologia

Author:  marcio [ 27/12/2011, 17:33 ]
Post subject:  [KB] Imagenologia

Category: Área básica (1)
Article Type: Conceito básico

Article Name: Imagenologia
Author: márcio
Description: Radiologia...

Read Full Article

Author:  marcio [ 27/12/2011, 18:21 ]
Post subject:  Re: [KB] Imagenologia

Geral do membro superior

http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=710
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=715
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=712
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=713
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=714
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=716
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=717
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=718
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=719

Cintura escapular

Ombro

- Perfil axilar
- Técnica
- Braço apoiado sobre o cassete
- Angulação de 5º-10º em direção ao cotovelo
- Relação exata da glenóide e cabeça umeral

- Defeito da cabeça umeral
- AP com rotação interna
- Incidência de Hill-Sachs: rotação interna extrema
- Incidência de Stryker notch:
- Cotovelo apontando para cima com flexão do ombro
- Raio angulado 10º em direção cefálica, centrado no coracóide
- demonstra defeito em 90% dos doentes
- Oblíqua apical:
- Raio angulado 45º caudal e centrado no coracóide
- Demonstra alterações da borda anterior da glenóide e fratura impressão posterolateral

- Coracóide: melhor pela incidência de Stryker notch

- Acromioclavicular
- Incidência de Zanca: 10-15º de angulação cefálica com menor penetração
- Rx com estresse: 5-6 Kg preso no punho
- Aumento de ± 25% indica lesão dos ligamentos coracoclaviculares

- Série instabilidade
- AP verdadeiro com RI + RE
- Oblíqua apical: procurar Hill-Sachs
- West Point View
- Técnica
- DVH (cabeça subluxa anteriormente)
- Cassete na borda superior do ombro
- Raio centrado na axila
- Angulação do tubo
- 25º para a linha média e 25º supero-inferior
- Relação exata da glenóide e cabeça umeral
- Melhor para borda anterior da glenóide

Cotovelo

Punho

Mão

Author:  Dublê [ 12/7/2014, 14:21 ]
Post subject:  Re: [KB] Imagenologia

 !  Para baixar todos os arquivos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.

  • Apresentações: ressonância do ombro.pptx radiologia do ombro.ppt / imagenologia da coluna.ppt / radiologia da coluna.pptx / tornozelo e pé.ppt / pelve.ppt / joelho.ppt / quadril.pptx / cotovelo e punho.ppt / mão .pptx / cintura escapular.ppt
  • Imagens explicativas: incidências do ombro / paramêtros radiológicos da coluna cervical / cachorrinho escocês / quadril / joelho / tornozelo / pé / parametros punho e carpo / axial de cotovelo / hill sacks oblíqua apical
  • Vídeos e artigos

< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >




Coluna

- RX

- Doenças da coluna: RX simples AP + P
- Oblíquas: ↑ a radiação com pouca informação útil, na região lombar
- São úteis para a coluna cervical: forames de conjugação oblíquos

- Doença degenerativa
- Disco intervertebral: desidratação  ↓ da altura  abaulamento do ligamentos longitudinais
- T1: disco não altera o sinal - T2: hipossinal
- Fenômeno do vácuo: perda de sinal no interior do disco em T1 e T2 e atenuação baixa à TC
- Osteófitos
- T1 e T2: sinal baixo - Mais visíveis à TC

- Platôs vertebrais
- Alteram sinal à RNM próximo aos discos
- Tipo I: redução do sinal do platô em T1 e aumento em T2
- Ruptura da placa terminal com tecido fibrovascular infiltrando a medula óssea
- Diferencial: infecção
- Tipo II: alto sinal em T1 e T2
- Aumento da medula gordurosa
- Tipo III: baixo sinal em T1 e T2 – estágio final da doença degenerativa
- Esclerose óssea

- Protrusão e hérnia discal
- Degeneração  enfraquecimento do ânulo fibroso, geralmente posterior  protrusão discal
- Protrusão: pode ser focal ou difusa
- Hérnia discal: núcleo pulposo que sai por fibras rotas do ânulo fibroso
- Herniação de material posteromedial  hérnia central

- Herniação de material posterolateral:
- centrolateral
- lateral: sintomas no nível inferior - foraminal: sintoma no mesmo nível
- extra-foraminal ou extremolateral
- Migração de materal superior ou inferiormente: hérnia extrusa migrada

- Nódulo de Schmorl: migração de conteúdo do disco para o interior da medular óssea


- RNM

- Ruptura do ânulo fibroso: perda da continuidade da linha de hipossinal do anel
- Material do disco sequestrado: aparece hidratado, com hipersinal em T2
- Hérnia discal
- T1: hérnias demonstradas como compressão de médio sinal do saco dural
- T2: mais fácil de visualizar as hérnias
- Impressão de baixo sinal em T2
- Medula: isosinal que fica com hipersinal quando há compressão

- Estenose de canal
- Congênita: pedículo curto e espesso
- Degenerativa: hipertrofia do ligamento amarelo, hipertrofia ou ossificação do ligamento longitudinal posterior, osteófitos, protrusão, hérnia discal e espondilolistese
- Ligamento amarelo hipertrofiado: isosinal em T1 e hipersinal em T2
- Estenose foraminal e de recessos laterais: geralmente estão associadas à estenose do canal
- Fatores causais são semelhantes
- doença facetária
- hérnia e protrusões discais - osteofitose marginal
- hipertrofia do ligamento amarelo
- espondilolistese:
- graus discretos: reduz recessos laterais
- graus avançados: reduz os forames de conjugação

- Alterações pós-operatórias
- Fibrose pode ser diferenciada de hérnia ou protrusão por ser vascularizada
- ↑ de sinal com contraste

- Tumores:

- Intramedulares
- Mais comum: ependimoma, seguido do astrocitoma
- T1: ↑ fusiforme da medula com hipersinal em T2

- Intradurais e extramedulares
- Mais comuns: neurinomas, meningeomas, neurofibromas
- Meningioma: sinal similar à medula em T2
- Uso de contraste é obrigatório

- Extramedulares e intra-raquidianos
- Epidural mais comum: linfoma
- Diferencial principal: infecção
- Apagamento da gordura epidural em T1 com realce de contraste

- Tumores vertebrais
- Mais comum: hemangioma
- Aspecto de paliçada ao RX e TC - RNM: hipersinal em T1 e T2
- Metástase
- RNM: médio sinal em T1 e hipersinal em T2 com realce ao contraste

- Infecção
- Espondilodiscite
- Platô: baixo sinal em T1 e alto sinal em T2 - Disco: alto sinal em T2

Author:  Clone [ 12/7/2014, 14:42 ]
Post subject:  Re: [KB] Imagenologia

Geral do membro inferior

http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=702
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=703
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=704
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=705
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=706
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=707
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=708
http://traumatologiaeortopedia.com/album_showpage.php?pic_id=709


Pelve

Quadril

Joelho

Tornozelo e Pé

- Ângulo talo-calcâneo (Kite)
- AP: normal: 20º-40º
- ângulo aumentado: valgo do retropé
- ângulo reduzido: varo do retropé - Perfil: normal: 35º-50º
- Aumenta com valgo e calcâneo
- Reduz com varo ou equino
- Ângulo talo-1º MTT
- AP: alinhamento do antepé com relação ao retropé
- Normal: -10º (varo) a +30º (valgo)


 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

: