Traumatologia e Ortopedia

[KB] Doença displásica do quadril

Author:  marcio [ 7/11/2013, 07:29 ]
Post subject:  [KB] Doença displásica do quadril

Categoria: Pediátrica (6)
Article Type: Desvios rotacionais e marcha

Article Name: Doença displásica do quadril
Autor: silva
Description: Luxação congênita do quadril, DDQ

Read Full Article

Author:  silva [ 2/2/2014, 11:52 ]
Post subject:  Re: [KB] Doença displásica do quadril

Resumo para prova oral

Fatores Risco: Meninas 8:1 / Apresentação Pélvica 14x / Lado Esquerdo
Etiologia: Posição intra-utero / Displasia acetabular + instabilidade = luxação / Estrogenio materno -> frouxidao ligamentar
Luxação: Perda congruencia articular total (subluxação -> parcial)
Instabilidade: Quadril reduzido, porem frouxo, instavel (fatores hormonais, 60% resolvem espontaneamente em 1sem, 90% 3m -> Barlow)
Displasia: Alteração na forma do acetabulo
Diagnóstico: Testes especiais /Defict abdução / assimetria pregas gluteas (tardio) / RX(indispensável) e US
Teste de Barlow -> Instabilidade
Teste Ortolani-> Luxação
Triade de Putti: Ossificação Retardada da cabeça femoral + deslocamento lateral e proximal da cabeça do femur + displasia acetabular
TTO:
< 6m = Pavilk
6m-12m = Tração Zenit (2 sem) + Redução incruenta + gesso 100 flexao e 60-70 abdução (caso instavel após reducao = tenotomia adutores e psoas)
12-18m = Tenotomia adutores e psoas + reduçào incruenta (casos de instabilidade = artrotomia com limpeza da articulação e redução cruenta, avaliar nescessidade de osteotomia femur ou pelvica)
18m – 36M = Osteotomia Femur, Osteotomia pelvica se nescessario, dependendo da posição estavel do quadril
Flexao = Ost. Salter
Abd + RI = Ost. Femur
Flexao + Abd + RI = Osteotomia femur e pelvica
3-6 anos = Osteotomia pelvica (Salter) + Osteotomia Femur
>7 anos = Osteotomia pelvia Kiari ou Steel + Osteotomia fêmur

Pavlik

Inf: dipositivo mais usado em DDQ no RN
Obj: Impede extensão e adução (nova luxação)
Res: Se Pavlik full=time(<6m) 6 sem – 95% bons
Erros: Contra-indicado em : desequilíbrio muscular (PC, mielo) / Artrogripose (Rigidez)/Ehlers-Danlos (Luxações Teratológicas). Uso prolongado(lesão cartilaginosa)/ Familia não cooperativa/ Aplicação do aparelho
Regimes: Se instável – full-time 6-12 sem (redução com us e retorno semanais para inspeção)
Comp : Hiperflexão : luxação inferior e Sd. N. femoral / Compressão do plexo braquial/ Lesões de pele em pregas/ Lesão cartilaginosa capital e fisária ( uso prolongado e abdução forçada)




    Arco de segurança de RAMSEY

    Que é o arco formado entre uma posição de abdução que estabiliza o quadril e a posição oposta que não força abdução para não provocar pressão excessiva sobre a cabeça do fêmur (possibilidade de lesar a placa de crescimento).





- 60% resolvem na primeira semana e 88% resolvem nos 1os 2 meses, sem tratamento
- Todos devem ser tratados por não ter como prever evolução

- Indicações de cirurgias
- Redução aberta: falha da redução fechada ou instabilidade intensa
- Tenotomia distal do íliopsoas, abertura da cápsula, limpeza articular
- Redução e capsuloplastia
- Acetabuloplastia: maioria recomenda após os 18 meses: Salter
- Aumenta a cobertura lateral e anterior

- > 2 anos: redução aberta geralmente necessária
- Considerar encurtamento femoral para redução
- Muitos recomendam procedimento acetabular associado
- Salter: dá cobertura anterior - Pemberton: dá cobertura anterior e lateral
- Atos cirúrgicos acima
- Pode ser associada a ostectomia femoral

- > 7 anos
- Iguais ao anterior mas tetoplasita do acetábulo feita por Chiari ou outras como Steel, Sutherland e Albee-Shelf

- Osteotomias pélvicas
- 4 grupos
- Redirecionamento de todo o acetábulo: Salter, Sutherland, Ganz

- Salter: angulação da osteotomia na sínfise
- Melhor na criança ou adolescente mas pode ser feita em adultos
- Melhor se ângulo CE > 10

- Sutherland: osteotomia dupla do inominado
- Permite mais rotação pelo corte no pubis

- Ganz: osteotomia tripla: não pode ser feita com a trirradiada aberta

- Acetabuloplastias com corte incompleto que angula em pontos diferentes na cartilagem triradiada (Dega; Pemberton)
- Podem ↓ o volume acetabular - Só podem ser feitas com a cartilagem aberta
- Enxerto ósseo sobre a cápsula da porção descoberta da cabeça gemoral
- Procedimentos tipo Shelf
- Osteotomia de desvio medial de Chiari: articula na sínfise púbica

- Descoberta da displasia na vida adulta
- Se assintomático: aguardar sintomas para tratar
- Se subluxado: indicar cirurgia, independente dos sintomas




 !  Para baixar todos os arquivos e apresentações e visualizar todas as imagens, registre-se e entre, é rápido e grátis.


< Deixe uma observação pertinente clicando no botão resposta ou clique no botão agradecer caso o tópico tenha sido útil. >


 

A página foi atualizada para www.TraumatologiaeOrtopedia.com.br => plataforma mais moderna, com mais interação. Todos os artigos e arquivos foram renovados. Os usuários agora podem:
- Atualizar os artigos;
- Promover seus consultórios;
- Criar grupos privados para sua residência ou liga de medicina;
- Treinar com questões e avaliar sua performance;
- E muito mais, confira, participe e contribua.
Espero que continuem curtindo, do autor: Ortopedista Especialista em Joelho Dr. Márcio Silveira

 

Mapa do Site    FAQ    Crie um site como este

Copyright © 2012 - 2020 TraumatologiaeOrtopedia.com | Desenvolvido em phpBB

: